7.2.11

Lindsay Place High School

Eu entrei no carro sabendo que não podia esperar muito da reunião com o coordenador da minha nova escola, mas não pensei que isso tudo fosse me afetar tanto. Até agora eu não tinha me sentido assustada, com medo de estar aqui por conta própria, mas acho que caiu a ficha de que nem tudo vai ser fácil por aqui.
Cruzei os corredores até chegar ao escritório, acompanhada pela Cindy, do International Center. Sentada na cadeira de madeira pixada de branquinho, eu assisti a atrapalhada troca de documentos, em quanto alguns comentários confusos com sotaque chinês eram feitos por ela e replicados, em uma tentativa inútil de explicação, pelo coordenador. Ele falava de como o que importava era o meu aprendizado da língua inglesa, e que isso deveria reflectir nas aulas que eu escolhesse, mas a minha cabeça estava em outro mundo. Não era assim que eu imaginava as coisas acontecendo. Tinha algo fora do lugar.
Ele resmungou com a voz grossa que não haveria a possibilidade de eu cursar todas as matérias que a minha escola brasileira havia solicitado, e que, em pró do meu crescimento cultural, eu deveria estudar com pessoas mais maduras em algumas aulas, uma série acima da minha.
O programa de música não ia de acordo com a propaganda que me fizeram na agência, definitivamente, se eu realmente quiser fazer algo relacionado à isso, a minha saída vai ser o Glee Club.
Entre esses e outros problemas, a minha cabeça foi ficando cheia. Aqueles pensamentos que costumavam vir há mais ou menos um mês antes do meu embarque. Aquela sensação de estar sozinha.
Tudo bem, eu sei que as coisas vão se resolver e que às vezes eu posso me preocupar demais. Mas mudar de vida em um estalo de dedos supostamente não é fácil. Ninguém disse que seria.
Corri pra dentro de casa com o mapa da escola ainda entre os meus dedos, e tentei me aconchegar na cama recém-feita. O telefone apoiado no ombro e as lágrimas escorrendo. Ê, saudade.
É, ninguém disse que seria fácil.

Au revoir

2 comentários:

Olá Alice, achei seus vídeos no meio a tantos do youtube e fiquei muito feliz . Agora vou começar também a acompanhar o seu blog. Sou uma futura intercambista, daqui a 11 dias vou partir pra Toronto e passarei 3 meses lá fazendo curso de inglês.
Realmente temos que ter na cabeça que não será fácil, é dificil se sentir sozinho em um lugar alheio a nosso conhecimento, muito pouco tempo aí né. Não se esqueça que vc batalhou mt pra chegar aí, e pense que vc tem o seu proprio ombro pra chorar, vc teve a confiança para chegar aí, terá a confiança em vc mesma para vencer seus próprios medos!
Torço muito por vc :)
beijos
Querida, tenho certeza de que será uma experiência muito boa para vc, principalmente pq vai perceber suas potencialidades e limites. Sinta-se acompanhada e também atenta ao que a vida lhe oferta. bjs

Postar um comentário

votre avis